fbpx

1º ano do Ensino Médio faz visita de campo em Sabará

/, Todas as Notícias, Turno Manhã/1º ano do Ensino Médio faz visita de campo em Sabará

1º ano do Ensino Médio faz visita de campo em Sabará

2018-10-26T09:29:48+00:0026-10-2018|Ensino Médio, Todas as Notícias, Turno Manhã|

O 1º ano do Ensino Médio participou de um projeto de campo em Sabará. Os alunos passaram o dia na cidade e, para começar a manhã, foram recebidos com um café colonial no Parque Eco Pedagógico Quinta dos Cristais.

A visita ao Parque teve como objetivo construir nos alunos uma mentalidade de preservação ambiental e desenvolvimento sustentável e debater questões da época do Brasil colonial, o ciclo do ouro e o período da escravidão.

Na Quinta dos Cristais, eles visitaram o Museu da Escravidão, um antigo local de aferrolhamento e suplício de escravos. Pelourinho, tronco, instrumentos de captura, contenção, tortura e aviltamento. Conheceram a Cubata (moradia de escravos nas fazendas), viram os antigos muros de pedras e o piso de seixos (Brugalhau).

Trilha

Na presença do guia e dos professores, eles realizaram uma caminhada ecológica na mata para perceber algumas características do local e receber informações sobre a fauna e a flora. Ao mesmo tempo em que usufruíam das belas vistas panorâmicas para a bacia do Rio das Velhas e Serra do Curral, os alunos observaram as várias consequências da ocupação desordenada do solo e suas repercussões negativas para o meio ambiente. Após 2km de trilhas, a turma chegou ao ponto culminante da região (mirante), de onde tiveram uma vista panorâmica da Estrada Real, serras do Curral, de Sabará, da Piedade, da Moeda, Pico Itabirito e Bacia do Rio das Velhas (principais delimitadores do Quadrilátero Ferrífero).

Centro histórico

Após o almoço, os alunos participaram de uma palestra chamada Museu Vivo para entender um pouco como se deu o ciclo do ouro durante o período colonial e curiosidades sobre o período da Escravidão no Brasil, por meio de figuras de Debret e objetos reais da época. O objetivo foi compreender como se deram as diversas formas de torturas, usadas nas Minas Gerais nos séculos XVII e XVIII.

Após a palestra, os alunos seguiram para o centro histórico de Sabará, onde conheceram a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição ou Nossa Senhora do “ Ò”, um dos mais belos e antigos templos de Minas. O tempo decorrido para a complementação de sua ornamentação permitiu que sua talha agregasse elementos que evidenciam diferentes momentos do Barroco. Lá, foi possível observar em suas pinturas os traços denunciadores da influência oriental.

O projeto de campo foi encerrado no final da tarde com uma visita ao Museu do Ouro.  A antiga casa da Intendência foi construída por volta de 1730 e serviu como residência aos Intendentes e posto de cobrança de impostos sobre a extração do ouro na região. Hoje, abriga o Museu do Ouro e, entre as peças em exposição, estão: mobiliário, prataria, imaginária em madeira com policromia e ouro, tais como a imagem de Sant’ana Mestra, atribuída a Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho.

Confira as fotos: