Pesquisar
Close this search box.

Vida de São Paulo da Cruz no teatro emociona católicos

            A vida de um jovem que, aos 19 anos de idade, no século XVIII, decide entregar-se inteiramente ao serviço de Deus com tanta dedicação, que a Igreja Católica o reconhece como santo. A História de São Paulo da Cruz foi contada em um espetáculo único, no Teatro do Colégio São Paulo da Cruz, em 10 de novembro.

            Foram apresentados os principais fatos da vida do padroeiro do Santuário e do Colégio, especialmente para um público formado por católicos da comunidade do Barreiro.

            A peça sobre a vida de Paulo começa com seu nascimento, em 1694, passando por fatos importantes, como a opção por propagar seu amor pela Paixão e Morte de Cristo e de levar o Evangelho a todas as pessoas, até a sua morte, aos 81 anos de idade, em 1775.

            Durante o espetáculo, foram vários os momentos de emoção. Entre eles, um dos milagres que é atribuído a São Paulo da Cruz: a cura de um doente de gota (acúmulo de ácido úrico no sangue, que causa fortes dores). A interpretação dos atores foi impactante.

            A trilha sonora, bem selecionada, ajudou a contar a história e deixou a peça, com uma hora e meia de duração, leve e ainda mais interessante. Textos em italiano e em latim também fizeram parte, principalmente em momentos em que sua tradução não comprometia o entendimento, como em orações e cânticos de louvor a Deus. E ainda, a interação com o público, tornou a história mais próxima dos expectadores. Em diversos momentos, os atores desciam do palco e realizavam as cenas nos corredores, bem próximos às cadeiras.

            De acordo com o reitor do Santuário, Padre Luiz Cláudio Diniz, CP, essa é a primeira vez que, durante a festa de São Paulo da Cruz, a paróquia realiza uma apresentação teatral com produção e qualidade excepcionais e em um teatro de alto nível.

“Sempre que celebramos o padroeiro, temos a parte religiosa e a social. Agora, criamos a parte cultural e me alegro em ver a comunidade prestigiando essa iniciativa, que é também uma outra maneira de evangelizar, de viver a missa na prática, em uma atividade sadia e em família”, destaca.

 

Espetáculo aplaudido de pé

            No término da peça, os atores foram aplaudidos de pé e receberam os cumprimentos pessoais do reitor do Santuário, padre Luiz Cláudio e do capelão do Colégio, padre Roberto Luiz Ferreira, CP.

            “Eles foram totalmente fiéis à história de São Paulo da Cruz e representaram, de maneira excelente, passagens difíceis da vida dele, como a cura do doente. Eles merecem todos os elogios”, destacou padre Roberto.

Maria Gorete Alves Parreiras sentou na primeira fila e não continha a emoção. Também não é para menos, especialmente porque dois filhos estavam em cena. Filipe Augusto, com o papel principal, e a filha Larissa Alves, como o anjo.

            “Fui a primeira a chegar ao teatro e sempre os acompanho. Agradeço a Deus por ter filhos tão envolvidos com a Igreja, serem corretos e inteligentes”, disse.

A paroquiana Elaine Marques Mourão aprovou a iniciativa e disse que espera ver mais espetáculos como esse. “Adorei a peça e me emocionei com a vida do santo. Todos os atores estão de parabéns”.

 

Diretor e atores do Barreiro

O roteiro, a produção e a realização da peça são de responsabilidade do diretor de teatro, Jair Afonso da Silva. Morador do Barreiro e paroquiano do Santuário São Paulo da Cruz desde a adolescência, ele conta que há vários anos se dedica às produções teatrais religiosas. “Faço por amor, como católico e como artista. É uma alegria muito grande contribuir com a evangelização por meio da arte”, resume.

Também os 20 atores pertencem à comunidade local. “São amigos e fiéis que se dedicam à Igreja. Cada um estudou muito, ensaiou e venceu dificuldades pessoais para subir ao palco e realizar esta linda apresentação”, elogia o diretor.

O ator Filipe Augusto, 18 anos, interpretou São Paulo da Cruz na adolescência e juventude. Apesar da pouca idade, o jovem já participou de diversos espetáculos, interpretando personagens de destaque, como Jesus e João Batista.

No papel do padroeiro, ele estava seguro e emocionou o público com sua interpretação firme e sincera. “Foi uma honra muito grande apresentar um santo que dedicou toda sua vida a evangelizar”, comentou, lembrando que para todo esse acerto, os atores ensaiaram desde junho, duas vezes por semana.

 

Natal dos Pobres

            Cada ingresso do espetáculo foi trocado por um quilo de alimento. Os mantimentos serão entregues ao Dispensário Dom Mauro Bastos e divididos em cestas básicas para serem distribuídas no Natal dos Pobres, que será realizado em 14 de dezembro.

 


 

 

{gallery}/2013/spcteatro{/gallery}

 

 

Compartilhe esse artigo

Postagens Relacionadas

INGRESSOS ARRAIÁ DO CSPC

Estamos em junho! E o que todos aguardam ansiosamente neste mês? NOSSA FESTA JUNINA! 🔥🌽👒🪗🎵🌵🚩