Pesquisar
Close this search box.

Superior Provincial e padres conselheiros visitam o Colégio

            O Colégio São Paulo da Cruz recebeu nesta quinta-feira, 31, a importante visita do Superior Provincial da Província da Exaltação da Santa Cruz, padre Giovanni Cipriani, CP, acompanhado de três dos Padres Conselheiros da entidade (padre Ribamar Divino Vieira de Souza, CP (Goiás); padre Eraldo Furtado de Oliveira, CP (Espírito Santo); e padre  Uidelfonso Machado, CP (Bahia), juntamente com o capelão do Colégio, padre Roberto Luiz Ferreira, CP; e o reitor do Santuário São Paulo da Cruz, padre Luiz Cláudio Alves Diniz, CP. O objetivo foi ter contato com professores, alunos e funcionários, além de conhecer melhor os projetos pedagógicos, sociais e culturais da instituição.

 

            O grupo foi acolhido pelo diretor geral do Colégio, Carlos Cotta, que os conduziu até a Sala dos Professores, durante o horário de recreio. Padre Giovanni e os demais padres puderam ter contato com o corpo docente do turno da manhã. “O trabalho de vocês como missionários do saber, tanto acadêmico quanto dos valores humanos, é muito importante”, ressaltou o Superior Provincial.

 

            No Teatro, o grupo foi homenageado pelos alunos Luís Eduardo Vieira Chaves Paiva e Ana Flávia Campos da Cruz, do 9º ano, que interpretaram algumas músicas. Ao final, padre Giovanni fez questão de cumprimentá-los. Os padres também conheceram integrantes da equipe de coordenação e de disciplinários e assistiram o vídeo institucional do Colégio.

 

Referência na qualidade de ensino

A seguir, Carlos falou um pouco sobre a história do Colégio, fundado em 1962, cedido em regime de comodato à Arquidiocese de Belo Horizonte, de 1989 a 2005; e retomado pela Congregação Passionista em 2006. “O Colégio sempre foi uma referência por sua qualidade de ensino e, desde que retornou ao controle dos Passionistas, vem se desenvolvendo bastante tanto em termos pedagógicos quanto no número de alunos, que passou de 500, em 2006, para 1.400 hoje”, salientou.

 

            Segundo o diretor geral, a gestão é coparticipativa, na qual ele procura tomar as decisões na área pedagógica em comum acordo com as coordenadoras Janeth Ferreira (Educação Infantil ao 5º ano do Ensino Fundamental I), Elisabeth Alves (6º ano do Ensino Fundamental II ao Ensino Médio), e a orientadora educacional e coordenadora pedagógica da EJA, Romilda Nascimento.

 

As três apresentaram a proposta educacional do Colégio, que está dentro da linha sociointeracionista, e listaram os diversos projetos pedagógicos, sociais, pastorais e culturais, que envolvem os alunos e suas famílias.

 

            Janeth explicou que a parceria pedagógica com a Rede Santa Maria continua, por meio do material didático e avaliações, sendo apreciada pelos pais. Elisabeth enfatizou que a afetividade permeia o trabalho pedagógico, possibilitando uma melhor relação entre coordenação, professores e alunos. Romilda falou da Educação de Jovens e Adultos (EJA), que dá oportunidade a pessoas de baixa renda que precisaram interromper os estudos na infância e juventude, possam fazê-lo agora, na fase adulta.

 

            Padre Giovanni e os padres conselheiros quiseram saber mais informações sobre alguns dos projetos, fizeram comentários e deram sugestões. Ao final, eles parabenizaram a direção e a coordenação pelo trabalho realizado.


 

{gallery}/2014/visitasuperior{/gallery}

Compartilhe esse artigo

Postagens Relacionadas