EJA visita Cordisburgo, terra de Guimarães Rosa

            Um grupo de 25 alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) esteve em Cordisburgo, cidade localizada a 115 quilômetros de Belo Horizonte. O passeio foi conduzido pelos professores Jane Alves da Silva Arantes, de Geografia e Paulo Sérgio Sinfrônio, de História e Sociologia, no dia 2 de junho.

            O município é um importante centro turístico de Minas Gerais. Conhecido pelas grutas naturais, em especial a Maquiné, artesanato e por ser a terra natal de um dos maiores escritores brasileiros, Guimarães Rosa.

A visita durou todo o dia. Os alunos caminharam pela cidade, conhecendo o artesanato e a culinária local. Também estiveram na Gruta do Maquiné, Casa de Guimarães Rosa e Museu local.

          De acordo com a professora Jane, a participação dos alunos em atividades escolares, dentro e fora da sala de aula, os torna capazes de elaborar conceitos, rever aspectos históricos, linguísticos, além de construir conhecimentos geográficos, biológicos e literários.

          “Escolhemos Cordisburgo por ser uma cidade que favorece a reflexão em diversas áreas do conhecimento. Ao aprender mais sobre história, geografia, biologia, artes entre outras áreas, o estudante é capaz de se tornar protagonista no meio em que vive, sendo mais crítico e consciente”, destaca.

Osana Cristina Tavares, do 3º ano, afirma que o objetivo da proposta foi alcançado. “Todos demonstraram que é possível aprender mais e se encantar com a cidade. Foi um passeio incrível e cheio de descobrimentos”, conclui a estudante.

         

Cordisburgo

Localizada na zona turística mineira central, a cidade de Cordisburgo faz parte do Circuito das Grutas, oferecendo inúmeros roteiros para quem gosta de explorar essas maravilhas da natureza. Está localizada a 115 quilômetros de Belo Horizonte e tem 73 anos.

Durante o ano todo é possível praticar caminhadas dentro das grutas. Na época das chuvas, entre os meses de dezembro e março, a água infiltra-se nas rochas e goteja pelas pontas de estalactites, dando brilho às formações e criando pequenas lagoas. É um espetáculo à parte.

O principal atrativo da região é a Gruta do Maquiné, que abriga sete grandes salões abertos à visitação pública. O local pode ser percorrido por meio de passarelas, construídas no local a fim de preservar até o solo no interior da gruta.

Já no centro da cidade, o atrativo é a casa onde viveu o escritor João Guimarães Rosa – escritor brasileiro, autor de importantes obras, tais como “Grande Sertão: Veredas”, publicada em 1956, e que descreve com perfeição paisagens e personagens locais daquela região mineira.

 

          “O sertão está em toda parte… o sertão é do tamanho do mundo”

                                                                                                     (Guimarães Rosa)

 


{gallery}/2012/cordisburgo{/gallery}

Compartilhe esse artigo

Postagens Relacionadas